22 de abr de 2015

Mitos

Gosto muito, mesmo muito, de falar em mitos, e no futebol há vários, pelo que não me é difícil escolher um para escrever um simples post. Hoje, como foi dia de Champions resolvi pegar no mito que é a organização defensiva do Atlético de Madrid comando por Simeone. Muito se fala sobre a organização defensiva dos Colchoneros, e na maior parte dos casos, em tons elogiosos. Diz-se, que são muito bem organizados defensivamente, que é difícil criar várias situações de golo contra eles e que são uma equipa agressiva. 

Com a ultima parte concordo plenamente e até digo mais: além de agressivos sobre a bola também são agressivos sobre as pernas dos jogadores adversários. Quanto às outras duas premissas, tenho grandes dificuldades em concordar. Para mim, defender com qualidade não é sinonimo de defender com muitos jogadores nos últimos metros do campo, porque apesar de serem muitos e na maior parte dos casos até serem mais que os adversários numa determinada zona, de nada vale a quantidade se os comportamentos não forem de qualidade. Quanto à dificuldade em criar situações de finalização contra o Atlético de Madrid, concordo inteiramente, mas só se os adversários forem estúpidos ao ponto de terminar todos os lances com cruzamentos para a grande área. Caso se lembrem e tenham qualidade para jogar por dentro, com combinações entre dois ou três jogadores, facilmente se percebe que não é assim tão difícil criar situações de finalização. 

Contra o Real Madrid, foi este o comportamento defensivo do Atlético, no lance golo que os afastou das meias-finais da Champions




5 comentários:

Bosz disse...

Anedótico.
O problema é que o pessoal depois pensa que o Simeone é um excelente treinador quando não passa de um upgrade ao Jaime Pacheco.

Anônimo disse...

Isto deixa-me confuso, se o Atlético tem tão maus comportamentos defensivos e se também não é uma equipa com organização ofensiva assinalável, como é que se explica uma final da Champions e uma liga espanhola no bolso?

Honoris disse...

Anónimo

Eles disfarçam isso com muita agressividade nos duelos. São muito rápidos a recuperar defensivamente e dificilmente são apanhados com poucos jogadores atrás da linha da bola. Ofensivamente dependem muito das bolas paradas.

Já dizia o outro, " se o jaime pacheco conseguiu ser campeão, todos podem conseguir, nem que seja uma vez na carreira toda "

Blog de Portugal disse...

Simeone é fantástico na empatia, relacionamento com os jogadores, espírito de grupo e tudo isso. E claro que àquele nível são fatores também relevantes.

No que toca à organização de jogo, deixa a desejar.

Honoris disse...

De acordo :)

© Domínio Táctico 2012 | Blogger Template by Enny Law - Ngetik Dot Com - Nulis