31 de jan de 2016

Pizzi + Jonas + Gaitan: O cérebro do Benfica

Um jogador como Jonas faz muitos estragos. Se a este se juntar um como Pizzi, mais estragos são feitos. Se a estes dois ainda se juntar um como Gaitan, RIP defesas adversárias. São infindáveis as combinações que estes três conseguem executar entre eles. Qualidade técnica, criatividade, inteligência, interpretação do jogo etc. 

Gaitan conduz e dribla como ninguém. Impossível prever o que o extremo argentino irá fazer quando a bola lhe chega aos pés. A maneira como conduz a bola, de fora para dentro, procurando combinar com os colegas é uma verdadeira dor de cabeça para os defesas adversários. A cada lance demonstra doses extras de criatividade, inventando lances extraordinários. 

Jonas (ainda estou para perceber como é que foi dispensado do Valência, para depois se irem gastar 30M no Negredo), no corredor central, é o cérebro do Benfica. Sempre que a bola chega a Jonas, é quase certo que a decisão será a melhor e será executada com a qualidade técnica exigida. Grande capacidade para segurar a bola e para jogar a um toque quando serve de apoio frontal. Na finalização, seja de cabeça, com o pé direito ou esquerdo, não há melhor do que Jonas em Portugal. 


Pizzi, a subida de rendimento do Benfica passa muito pela inclusão de Pizzi no 11. Menos forte em condução que Gaitan mas com mais capacidade de temporização, Pizzi revela a cada jogo que passa que é uma das mais valias deste Benfica e que merece estar no Euro 2016. Qualidade no passe e visão de jogo. Capacidade para perceber quando e onde deve por a bola. 

15 comentários:

Pedrooo317 disse...

Os 3 mosqueteiros...

Que qualidade.

Tendo pouca influência do treinador, ainda mais mérito dá aos 3.

Anônimo disse...

Estes 3 juntamente com Mitroglou tem lugar em qualquer 11 em Portugal na minha opinião. Não tenho acompanhado muito o Benfica, mas Rui Vitoria tem aqui algum mérito? As goleadas tem sido fruto das excelentes individualides(Benfica tem as melhores, ofensivamente), ou também há uma boa organização ofensiva?

bio disse...

Viva Honório,

Consideras que há algum mérito prático no rui vitória?
Para além de ser ele a escolher o 11,achas que algo do que é criado em organização ofensiva tem o dedo dele?

Vejo muita qualidade ofensiva no Benfica. Grandes jogadores de futebol.

Gonçalo Mano

Tiago disse...

A minha pergunta prende-se com isso: que influência do treinador?

Parece-me que o Benfica apresenta algumas melhorias em termos ofensivos. Será apenas fruto do talento individual destes 3?

Gaitán, por exemplo, parece-me com mais liberdade do que nos últimos anos.

Abraço

Ricardo disse...

Talvez não acrescente muito àquilo que o Pedro já disse, mas cá vai na mesma.
Em grande medida, voluntariamente ou não, esta posta explica bem o que tem sido a dita "evolução" do Benfica nos jogos pós União da Madeira. Não se trata de uma questão coletiva, mas sim individual. Alguns dos desequilibradores estão a aparecer, mas só isso. Porque ideia de jogo sólida, essa, continua a não se sentir.
A verdade é que, no Lateral Esquerdo, um dos gestores tinha dito isto, já no tempo em que o Benfica andava completamente às aranhas: a qualidade individual do plantel seria suficiente para ganhar à maior parte das equipas da nossa Liga. E assim tem sido. O pior é que, quando enfrentam equipas com processos de jogo mais assimilados ou de valor equivalente, tem sido o que tem sido, exceto naquele autêntico acaso que foi o jogo em Madrid.

Pedro Correia disse...

Pizzi é craque, é muito superior ao Salvio, pena é que com o Salvio a 100% tenho quase a certeza que o Pizzi irá sair do 11 titular.

R.B. NorTør disse...

Estou com o Anônimo, se estes são os três mosqueteiros, o Mitroglou é o D'Artagnan do grupo. Com Mitroglou em campo a arte destes 3 ganha músculo com cérebro. As movimentações do grego, a dar opções ou a antecipar-se são uma delícia. E o trio sabe agradecer-lhe e ele agradece (não é raro participar nas jogadas do trio eléctrico com um toquezinho aqui ou ali). Segundo melhor avançado da Liga Portuguesa, para mim.

DM disse...

Os resultados ditam muito daquilo que é a forma de jogar da equipa. Quando as coisas correm bem e se ganham jogos, os jogadores fazem as coisas melhor e os golos acabam por aparecer. O Benfica está a atravessar uma boa fase e a marcar mais golos e dominar mais os jogos do que seria expectável. São os campeões, estão habituados à pressão de ganhar, e têm 3 jogadores que, como diz o Honoris, fazem estragos à frente apenas por eles próprios. Resta saber se serão capazes de manter este ritmo agora que vão entrar numa fase mais exigente, em que têm 2 jogos contra o Zenit e 1 contra este novo Porto. O problema do Benfica esta época não foi de longe os jogos com as equipas pequenas. Têm sido os jogos contra equipas do mesmo nível/mais fortes.

fui disse...

E o Gala e o Braga. Só veremos isso durante o mês de Fevereir com Zenith e Porto.

Gandhy disse...

"Pizzi é craque, é muito superior ao Salvio, pena é que com o Salvio a 100% tenho quase a certeza que o Pizzi irá sair do 11 titular."

Olhe que não camarada, olhe que não!!!

ricnog disse...

depois de ver a nossa seleccao com aquele meio campo - danilo e andre andre, acho que o pizzi nao podera ir de maneira nenhuma a seleccao!!! Tem qualidade a mais. Tal como o joao mario e o bernardo.

nosso meio campo com william e joao mario, nani e pizzi, com bernardo e ronaldo na frente, seria um caso serio....mas vamos ver como se desenrolam.

a mim parece-me que o jonas tem resolvido muitos jogos. Que existe, de facto melhorias, no benfica. Mas que a proposta de jogo nao me parece ser das melhores. Defensivamente cometem muito erros. Também me parece que parte motivacional, ou seja, o estar a dar estas goleadas, ajuda imenso....!

Ricardo disse...

Pois, o jogo com o Braga. Esse, até mais do que em Madrid, foi mesmo uma vitória completamente caída do céu.
Já quanto ao Gala, não podia discordar mais! O Gala nem ao nível do Besiktas está e estes últimos só não foram derrotados pelo Sporting em casa por causa do desperdício do Teo Gutierrez.

Honoris disse...

O grande mérito do RV é ter percebido com que jogadores pode chegar ao sucesso. Jogando com Jonas, Mitro, Pizzi e Gaitan, e dando-lhes liberdade, 90% do trabalho está feito, principalmente contra estas equipas. Veremos como se irão portar contra o Sporting, Porto e Zenit.

R.B. NorTør disse...

O jogo de Braga, que vi em diferido, não é tão caído do céu pela forma como os treinadores o assumiram. O PF partiu para cima, o RV fez o que gosta(va?) que foi esperar pelo erro adversário. Mais do que em Madrid, pela diferença de qualidade individual, correu-lhe muito bem. Vamos ver se para a Taça da Liga o PF faz o mesmo e como se apresenta o Benfica (passando o Braga a qualidade "deve" garantir a final e ao menos o RV iguala o Flores).

Anônimo disse...

Há uma perspectiva muito interessante no primeiro vídeo que ninguém referiu...reparem na repetição...o Jonas até consegue comunicar a meio do lance para corrigir a movimentação do Renato...

Até dá para ensinar com o jogo a decorrer...é craque todos os dias...

Abraço a todos...

© Domínio Táctico 2012 | Blogger Template by Enny Law - Ngetik Dot Com - Nulis