1 de fev de 2016

Ideias de qualidade dependem do treinador, e não do escalão competitivo onde a equipa actua. Foggia, equipa da 3ª divisão italiana

"O treinador não tem culpa nenhuma. Mas tu já viste os jogadores que tem? Querias que na 2ª divisão jogassem um futebol de qualidade era?" 

É sempre engraçado ler aquele tipo de comentários. Revelam sempre duas coisas sobre quem os diz: 1º, que não sabem distinguir o que é responsabilidade de um treinador do que é responsabilidade dos jogadores. E em 2º lugar, que acham que a divisão onde a equipa joga e os jogadores que tem, são um impeditivo para PELO MENOS se tentar jogar futebol.

Imagina-se o que fariam jogadores como mais qualidade, se tivessem um treinador com ideias positivas como estas em vez de terem um Hélder de Deus.

Ficam aqui algumas imagens de uma equipa da 3ª divisão italiana chamada Foggia, orientada por Roberto De Zerbi, já anteriormente analisada aqui pelo Bernardo. 


6 comentários:

Gonçalo Matos disse...

Esta equipa é mto interessante do ponto de vista ofensivo, de facto!
já agora, surpreendeu-me o comportamento defensivo do adversário deles... Quem é?

franciscogeraldes disse...

Hélder de Deus está muito bom!
Era talvez uma das minhas escolhas para a equipa B do Sporting, mas como disse o Picareta, ele não está interessado nisso, está mais interessado em levar o Foggia ao topo já que aquele é um clube especial, com adeptos únicos. E será até uma história mais bonita caso o consiga (está bem encaminhado), mas sem dúvida que na equipa B encontraria jovens de qualidade para fazer evoluir.
Mas é o exemplo a seguir e o exemplo de treinador que devia ser escolhido pelas equipas. Alguém que privilegie bom futebol e boas ideias, independentemente da qualidade dos seus jogadores. Se um gajo consegue por uma equipa da 3ª divisão italiana a jogar assim, imaginem o que seria possível com os jogadores saídos de uma das melhores academias...

martin vazquez disse...

e porque não o fernando valente numa das "b" ?

hra disse...

também martin também

RG disse...

Comportamento interessante do Foggia.

Um treinador tem responsabilidades de ajudar o jogador a crescer e a conhecer melhor o jogo independentemente de ter mais ou menos qualidade individual e em que divisão for.

Recordo uma equipa que o clube da zona onde vivo teve, treinada pelo mister Vitor "Baltazar" ( que muita falta faz ao futebol ) que com um futebol extremamente positivo, sendo certo que também tinha jogadores com boa capacidade de decisão, conseguiu nos distritais vencer troféus e conquistar subidas divisão ao nacional.

PS: O Helder de Deus está muito bom....Mas já não sei se não deveria ser Helder Castro de Deus! eheh

RG disse...

PS: Ver treinadores como Helder e Deus nos B´s e pensar que treinadores como Vitor "Baltasar" ( eleito 2 vezes pela extinta Gazeta dos Desportos melhor treinador nacional do ano e cujas equipas sabiam o que fazia com a bola) não passou da 2ªB, faz pensar nos que por essas divisões inferiores andam e...

Será que a qualidade é que decide o rumo da carreira do treinador ou é o "padrinho" que o ajuda a decidir?

© Domínio Táctico 2012 | Blogger Template by Enny Law - Ngetik Dot Com - Nulis