14 de abr de 2016

Lahm: O pequeno génio alemão. Inteligência + interpretação do jogo

Aos 32 anos é ainda dos melhores laterais do Mundo. Não o é devido à sua extraordinária capacidade física como se julga ser fundamental que um lateral tenha. Não o é devido às correrias loucas "para cima e para baixo" que se julga que um lateral tem que fazer. É do melhor que há porque sabe sempre o que o jogo pede. É do melhor que há porque a cada lance percebe o que a equipa precisa, percebe aquilo que a aproxima mais do sucesso. Se é preciso uma linha de passe fora, Lahm dá. Se for preciso ocupar o espaço interior atrás da linha média adversária, Lahm ocupa. Se o lance pede que se temporize à espera de uma movimentação de um colega, Lahm temporiza. Se o lance pede um movimento de rutura, Lahm oferece. Critério fabuloso. Conhecimento do jogo em toda a sua plenitude. 

Vai, não entrou a bola, volta. Dá linha de passe dentro quando a bola entra no extremo com um excelente movimento de rutura
Olha, percebe o que o rodeia, entrega na melhor opção, para que Thiago possa explorar o movimento contrário ao da profundidade
Bola no extremo, opção de passe dentro. No timing certo, inicia o movimento de rutura
Bola no extremo, Lahm dentro. Extremo flete para dentro, Lahm perfeito a temporizar o movimento de rutura, evitando o fora de jogo, para depois sim ser servido por Douglas
Portador da bola com espaço para colocar a bola nas costas da linha defensiva, Lahm inicia movimento de rutura e recebe nas costas da linha defensiva do Benfica




© Domínio Táctico 2012 | Blogger Template by Enny Law - Ngetik Dot Com - Nulis