19 de mai de 2016

Época 16/17: titulares, reforços e comportamentos coletivos

 
  • Quais são as posições que na vossa opinião precisam mais de ser reforçadas?
  • Que jogadores contratavam para essas posições?
  • Quais os comportamentos táticos que necessitam mais de ser melhorados?
  • Qual seria o 11 titular já com os reforços?

Se quiserem responder a estas perguntas sobre o vosso clube (ou sobre os que bem entenderem) estão à vontade! Se preferirem ler e ignorar porque estão ocupados a ver a novela, amigos na mesma, mas era engraçado tentarmos perceber quais são as opiniões que reúnem mais consenso.

9 de mai de 2016

A minha equipa do ano: Nápoles de Maurizio Sarri

Qualidade acima da média em todos os momentos do jogo. Defensivamente perfeita. No controlo da profundidade, da largura, dos cruzamentos. Nos ajustes, nas coberturas. Não falha nada. Pressionam alto e agressivo, sempre de maneira organizada e colectiva. Ofensivamente, do melhor que há na Europa a explorar os apoios frontais e o corredor central. Muita dinâmica, muita mobilidade. Portador da bola sempre com várias opções de passe dentro do bloco adversário. Se há espaço, os centrais conduzem, e os médios movem-se entre-linhas para receber a bola. 


6 de mai de 2016

45 minutos da organização defensiva de Simeone. A diferença entre defender com muitos e defender com qualidade

Simeone tem mérito em vários factores que fazem parte do ADN deste Atlético de Madrid. A capacidade de motivar os seus jogadores é qualquer coisa de extraordinário. A agressividade que demonstram em cada lance, como se a sua vida dependesse disso, deve-se ao seu treinador e disto ninguém pode ter dúvidas. No entanto, em muitas situações, esta agressividade não se liga à parte táctica. Isto é, apesar dos jogadores do Atlético serem bastantes agressivos em tudo o que são os duelos, revelam muitas fragilidades ao nível do posicionamento, e aqui o culpado é o seu treinador. 

No final dos primeiros 45 minutos da 2ª mão frente ao Bayern, o resultado não era de 4 ou 5 a 0 por causa de erros individuais dos jogadores do Bayern. Não foi graças à organização defensiva do Atlético que o resultado ao intervalo era de apenas 1x0. Defender sempre com muitos e sempre de forma agressiva, está longe, muito longe, de ser sinónimo de defender com qualidade.




















© Domínio Táctico 2012 | Blogger Template by Enny Law - Ngetik Dot Com - Nulis