20 de jun de 2016

Portugal no Euro 2016: O azar na finalização ou a sorte em termos adversários que não sabem explorar as nossas fragilidades defensivas?

Segundo o selecionador, os jogadores, os jornalistas, comentadores e a grande maioria dos adeptos, o problema de Portugal é apenas um: incapacidade de concretizar as oportunidades criadas. Nem sequer vou falar da maneira como são criadas essas "ocasiões" de golo porque isso dava para horas de discussão. Deixo apenas aqui algumas imagens e peço apenas isto: imaginem que em vez dos jogadores austríacos estavam jogadores como Gotze, Muller, Ozil, Draxler, Iniesta, Silva, Fabregas, Nolito, Morata etc etc. Será que continuávamos a dizer que apenas a finalização é um problema? 




7 comentários:

Pedrooo317 disse...

Contra equipas como Espanha e Alemanha esse espaço como é óbvio existirá muito menos não só pela maior povoação desses espaços pelo adversário o que atrairá marcações individuais dos nossos jogadores (pelos motivos errados é certo) como também Portugal jogará com a linha defensiva/média muito mais recuada.

Honoris disse...

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2014/06/criatividade-posicional.html

Bernardo Ferrão disse...

Portugal contra a Espanha ou Alemanha nunca jogará com bloco tao alto. Juntam linhas, baaixam bloco, todos atrás da linha da bola e transição. Ainda que continuem com debilidades essas estarão menos expostas. Imagina então uma Bélgica, com Hazard e De Bruyne nos CLs que conseguiram sair N vezes por ações individuais da zona pressionante da Italia nesses espaços.

CTC disse...

E é exatamente esta a razão porque nem deveríamos (ou devemos...) passar a fase de grupos. Quando apanharmos uma equipa que joga futebol, seremos o Brasil do Mundial 2014.

Este post também toca num ponto muito interessante e que a CS e respetivos comentadores pouco (ou nada!) têm falado.
Como são criadas essas milhentas oportunidades e os 50 mil remates que fazemos por jogo e que só (e apenas só) por azar não dão golo? Pontapés para a frente do Pepe, jogadas de jogadores "donos da bola e por isso eu é que remato e jogo", aos tropeções e por acaso e porque ainda não apanhámos uma equipa com jogadores a sério (não menosprezando os adversários que já defrontámos que fizeram o melhor que sabiam....e que chegou para nós!).....

Enfim....não desejo que sejamos eliminados e acredito que possamos ser campeões (muito muito pouco) mas com este "futebol" que a seleção apresenta vai ficando cada vez mais dificil acreditar.

Rafa e Adrien no banco......

Honoris disse...

Ferrão, bastava veres o link do LE.. Nada nos garante que contra a Alemanha ou Espanha n aconteça aquele espaço enorme entre linhas. Bastam os espanhois ou alemães atrairem nos um...fazem nos subir uns metros e o espaço abre todo

David Cardoso disse...

O hambiente que é criado em torno da seleção antes destas competições não ajuda. ganhou-se á Estonia por goleada e lá veio o entusiasmo do costume...

Seria interessante que o pessoal da federação lesse os artigos sobre a formação a nível de seleção que são escritos aqui , no possedebola e no lateralesquerdo, quem sabe eles não aprendiam qualquer coisa.

João Fernandes disse...

Honoris, curioso comparar estas imagens com essas do LE, e pensar, ao fim de 2 anos, o que realmente mudou na selecção portuguesa? Mudaram alguns nomes é verdade, a começar pelo treinador, mas o futebol continua miserável. Se neste Euro Portugal voltar a ter que enfrentar uma equipa como a Alemanha, os mesmos erros irão voltar a surgir.

© Domínio Táctico 2012 | Blogger Template by Enny Law - Ngetik Dot Com - Nulis